<< August 2004 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
01 02 03 04 05 06 07
08 09 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31

Nalanda Blog:


*notícias de nossas atividades

*cursos e retiros do Centro Nalanda

*atualizações de nossa homepage

*notícias do mundo Theravada no Brasil e no mundo

*notícias de sites amigos

*impressões sobre o desenvolvimento do Buddhismo no Brasil, etc....

Aqui você também pode:

*comentar as notícias e idéias expostas (use o link "make a comment" após cada mensagem)

*fazer perguntas

*ou se cadastrar para receber um email sempre que o blog for atualizado
(utilize a caixa logo abaixo para colocar seu email e clique em "register").


Indique aos amigos!


----------



Centro Nalanda


----------


próximos retiros


programa do mês


nosso mosteiro


livros publicados


 



Web Counter
Lerner Clothing



If you want to be updated on this weblog Enter your email here:



rss feed



19.8.04
ajudando a comunidade

"O trabalho era simples: escovávamos as almofadas de meditação, tirávamos a poeira dos cantos, lavávamos o chão, limpávamos o altar, varríamos a sujeira e lavávamos a louça. Às vezes ajudávamos Marian a cuidar do jardim. O período de trabalho no sábado era um elemento importante da prática no Haiku Zendo. Não só era uma forma de retribuir a Marian a sua generosidade, mas também um modo de cuidar do lugar onde todos praticávamos"...

Les Kaye


Posted at 06:50 am by nalanda
O que você acha disso?  

18.8.04
O Cúmplice

O Cúmplice

As seculares árvores deste bosque,
Esculpiram-me na lembrança,
Num trabalho de miúda destreza,
Um inefável momento de paz e solidão...

Mas... sob o denso manto da ignorância
Vi quedar indefesos estes monumentos,
Cujos fumegantes e mutilados corpos,
Delineiam-me agora, o perfil estéril da razão...

Não mais perambulo por entre árvores,
Mas, por entre estranhos e inumanos seres,
Que nunca sequer as perceberam belas,
Antes de atirar-lhes a afiada lâmina da insensatez...

Não mais deito-me sob suas longuíssimas sombras,
Esticadas pelo olhar infinito de um vespertino sol.
Limito-me a observar, com dissimulada cumplicidade,
Um horizonte sangrando suas últimas réstias de lucidez...

Arlindo/ago04

Posted at 03:19 pm by nalanda
O que você acha disso?  

17.8.04
Zen e Terra Pura

"O zen enfatiza, basicamente, a meditação. O shin enfatiza o nembutsu. Embora estas abordagens possam parecer diferentes, na verdade não o são. Tanto o zen como o shin procuram alcançar a liberação completa, a salvação e a conquista da liberdade. Através do apego, os homens freqüentemente tornam-se escravos de muitas coisas. Quando a pessoa se torna escrava de sua própria paixão, esta paixão cresce dentro dela e se transforma em miséria para a própria pessoa e para os outros. O caminho budista de vida é a libertação, a salvação que desata os nós emaranhados dos problemas humanos."

(Rev. Gyomay Kubose - Budismo Essencial, A arte de viver o dia-a-dia - Ed. Budagaya)

Posted at 05:32 pm by nalanda
O que você acha disso?  

16.8.04
prática e retiros

"O remédio que o Buddha prescreveu como a cura para o sofrimento humano foi a prática. Para nós, tomar refúgio no Iluminado significa aceitarmos sua orientação como remédio a ser utilizado em nossas vidas diárias. Participar de um retiro de meditação é uma oportunidade ideal para aprender como colocar o ensinamento em uso. Nesse contexto, a prática inclui a disciplina moral (sila), a disciplina mental da concentração (samadhi) e a sabedoria (pañña) ou purificação da mente. Em nossa tradição, a prática da moralidade para um praticante laico envolve a tomada dos cinco preceitos. Em outras palavras, toma-se o treinamento em não prejudicar ou matar qualquer ser vivo; não roubar; não utilizar incorretamente os sentidos; não se expressar mentirosamente ou de formas a causar dano aos outros; e não fazer uso recreativo de bebidas e drogas intoxicantes. A moralidade tem a ver com qualquer coisa que fazemos ou dizemos. Esses cinco preceitos são violados em qualquer momento em que causamos dano ou infelicidade seja a nós mesmos ou a outros seres vivos".

Venerável Rewata Dhamma Sayadaw

Posted at 03:16 pm by nalanda
O que você acha disso?  

Novedades en AppamadaNet

Un nuevo texto en AN: «Todos tenemos un poco de sabiduría básica», por el Ven. Acariya Thoon Khippapañño.
appamada.cjb.net > novedades

Posted at 01:49 am by Palita
O que você acha disso?  

11.8.04
Atualização de "A Que Escola Pertenço?"

Caros amigos,

Uma versão atualizada de meu artigo "A Que Escola Pertenço? - Um guia para quem está se interessando pelo Buddhismo" foi colocada no site. A única modificação foi a inclusão já prevista do Apêndice D com mais recomendações de livros para iniciantes.

Peço, aliás, que na eventual citação do trabalho a referência não seja dada à página: http://nalanda.dharmanet.com.br/nal_editorial.html, mas sim a: http://nalanda.dharmanet.com.br/aqep.html, pois como a página do editorial muda de tempos em tempos o link não indicará o texto no futuro. Obrigado.

Ricardo Sasaki


Posted at 12:34 pm by nalanda
O que você acha disso?  

10.8.04
Bem-estar

Aqueles que se interessam pelo tema do bem-estar e felicidade, bem como no pensamento de formas de trazer o Dhamma para a vida diária e para a sociedade, poderão ter algum interesse em meu recente artigo: "Well-being, a Matter of Being Less". Uma versão em espanhol também está disponível: "Bienestar, un asunto de ser menos". Convido também para que leiam os outros interessantes artigos presentes neste novo site dedicado ao Buddhismo engajado e ecológico de nosso círculo do Collective Dharma Insight - Looking deeply for healing the world.

Posted at 09:14 am by nalanda
O que você acha disso?  

6.8.04
reuniões voltam em SP

As reuniões do grupo de prática theravada Nalanda em São Paulo voltam na próxima quarta, dia 11, com mais textos da grande mestra thailandesa Achaan Kor:

"Quando estiverem olhando, continuem percebendo assim todo o tempo, e verão que não há grandes questões acontecendo. Há apenas a questão do surgir, permanecer e dissolver. Vocês não têm que nomear nada como bom ou mau. Se vocês simplesmente olharem desta forma, não haverá grande peso no coração. Mas se forem arrastadas para questões de bom e mau, ‘eu’ e tudo isso, então, o sofrimento começa bem forte. As impurezas começam em grande forma, e elas pesam no coração, tornando-o inquieto e perturbado. Assim, vocês têm que parar e olhar, parar e investigar seu interior, real e profundamente. Isto é como água coberta com plantas aquáticas: somente quando usamos nossa mão para separar as plantas aquáticas veremos que a água por debaixo é como um claro cristal".

Posted at 09:44 am by nalanda
O que você acha disso?  

5.8.04
Parabéns, Michael (Dhammarakkhita)!!!

"Olá amigos(as),

Estamos chegando ao quarto ano de existência do Acesso ao Insight com um importante marco para todos os estudantes e interessados no Budismo. Com a publicação do Mulapariyaya Sutta, que é o primeiro sutta do Majjhima Nikaya, completamos a tradução de todos os 152 suttas dessa coleção. Agora o Português é um dos poucos idiomas nos quais essa coleção completa pode ser encontrada.
Além disso, também estamos publicando um texto muito especial – Introdução ao Majjhima Nikaya –escrito pelo Bhikkhu Boddhi. Para aqueles que acompanharam as traduções dos suttas ao longo dos últimos anos, esse texto, que na verdade é um curso condensado sobre Budismo, irá ajudar a relembrar tudo que foi visto. Para todos que quiserem começar a estudar o Budismo, ou ampliar o seu conhecimento, esse texto poderá servir como um ótimo guia de estudo.
Introdução ao Majjhima Nikaya, um texto de Bhikkhu Boddhi.Um apanhado geral dos ensinamentos do Buda tomando como referência os discursos do Majjhima Nikaya. Além de uma breve introdução ao próprio Majjhima Nikaya, o texto abrange os seguintes tópicos: a Vida do Buda, as Quatro Nobres Verdades, o Ensinamento de Não-eu (anatta), a Origem e a Cessação do Sofrimento, Nibbana, o Treinamento Gradual, Meditação, os Quatro Planos de Libertação, o Arahant, Kamma e Renascimento, o Buda e seus Contemporâneos.
Mulapariyaya Sutta (MN 1) - A Raiz de Todas as Coisas. O Buda analisa o processo cognitivo de quatro tipos de indivíduos: a pessoa comum, o discípulo no treinamento superior, o arahant, e o Tathagata. Este é um dos mais complexos e profundos suttas de todo o Cânone em Pali.
Metta,
Michael"

Posted at 12:38 pm by nalanda
O que você acha disso?  

4.8.04
lidando com a dor

Lidar com a dor física, para não falar da mental, é certamente um dos obstáculos mais freqüentes que o praticante de meditação se depara. Enquanto alguns caminhos procuram lidar com a dor de uma forma mais filosófica [estimulando o entendimento das causas da dor e a necessidade de aceitar aquelas que são inescapáveis] o Buddhismo Theravada não pára neste entendimento teórico, mas dá um passo a mais no sentido de transformar a dor em "prática". Achan Kor diz: "Devemos aprender nossas lições provenientes da dor, de tal modo que a mente possa se libertar dela, ao invés de se enfraquecer e ser derrotada todo o tempo. Devemos ser corajosos e lutar com ela até o último limite – até chegar ao ponto de podermos deixá-la ir. A dor é algo sempre presente nesse conglomerado de corpo e mente. Podemos percebê-la a cada momento. Se a contemplarmos até vê-la em todos os seus detalhes, podemos, então, torná-la nosso esporte: ver que a dor é a dor das condições naturais, não a nossa dor. Isto é algo que devemos investigar detalhadamente: que isto não é a nossa dor, é a dor dos agregados ". Tal investigação é uma das marcantes características de vipassana, tal como praticado no Buddhismo Theravada.

Dhanapala


Posted at 09:57 am by nalanda
O que você acha disso?  

Next Page